Tecma Tecnologia



Monitoramento da água da Lagoa Rodrigo de Freitas

Conheça o Monitoramento da Lagoa Rodrigo de Freita

O Monitoramento da qualidade da água da Lagoa Rodrigo de Freitas, dos canais e rios a ela ligados visa acompanhar as alterações físicas, químicas e biológicas decorrentes de atividades antrópicas e de fenômenos naturais, que podem tanto comprometer a qualidade da água para proteção das comunidades aquáticas, como para as práticas esportivas de contato secundário.

Todos os resultados do monitoramento são utilizados na obtenção dos diagnósticos da qualidade da água voltados para as práticas esportivas e para a vida aquática.

O principal parâmetro de qualidade da água monitorado é o Oxigênio Dissolvido por ser essencial à manutenção e proteção das comunidades aquáticas. Além do parâmetro Oxigênio Dissolvido, também são monitorados continua e pontualmente os parâmetros Temperatura, Turbidez, Salinidade, pH e Clorofila a. O monitoramento pontual está acrescido dos seguintes parâmetros: Nitrogênio Amoniacal, Fósforo Total, Carbono Orgânico Total, Escherichia coli, Coliformes Totais e Comunidade Fitoplanctônica.

Além do monitoramento da qualidade da água, também é realizado o monitoramento das condições climáticas, através de uma estação meteorológica instalada no Lagoon, que avalia os seguintes parâmetros: Pluviosidade, Radiação Solar, Umidade e Temperatura do Ar, Pressão Atmosférica, Velocidade e Direção dos Ventos. O conhecimento das condições meteorológicas proporciona um melhor entendimento dos fenômenos climáticos da região e permite a associação do clima com as alterações da qualidade da água.

Todos os resultados do monitoramento são utilizados na obtenção dos diagnósticos da qualidade da água voltados para as práticas esportivas e para a vida aquática.

Considerando as práticas esportivas permitidas nas águas da lagoa, a classificação será de "própria" ou "imprópria", conforme dispõe a Resolução CONAMA 357/2005, que classifica, dentre outras, as águas salobras.

Em relação à vida aquática, a água da lagoa pode receber uma das seguintes classificações:

- Estado de Equilíbrio: quando não há risco para as comunidades aquáticas;
- Estado de Alerta: quando as condições da Lagoa se encontram em desequilíbrio, com redução dos valores de parâmetros avaliados, principalmente do Oxigênio Dissolvido;
- Estado Crítico: quando há risco de mortandade da ictiofauna da Lagoa.

Esta classificação é divulgada em dois pontos às margens da Lagoa, nos Parques dos Patins e Cantagalo (junto aos Pedalinhos) com o hasteamento de bandeira Verde (Estado de Equilíbrio), Amarela (Estado de Alerta) ou Vermelha (Estado Crítico). Junto aos mastros estão afixados painéis explicativos sobre o significado das bandeiras.

A divulgação dos resultados da Gestão Ambiental do Sistema da Lagoa Rodrigo de Freitas é feita através de boletins disponibilizados no Centro de Operações Rio e no Portal da Prefeitura (www.rio.rj.gov.br).